20 novembro 2009

Tróilo e Cressida



"Nisto (...) é que consiste a monstruosidade do amor: em ser infinita a vontade e limitada a execução; em serem ilimitados os desejos, e o ato, escravo do limite". (William Shakespeare, 1602)




Nenhum comentário:

Postar um comentário